CASO AIRON - PUNIÇÃO!



Prezados Jornalistas:

Lembram-se do caso de Airon, o cão que foi queimado vivo em Cajazeiras?

Hoje, às 18:00 horas, no JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DE ITAPOAN, vai acontecer a primeira audiência judicial no Processo Criminal ajuizado contra Augusto Bispo dos Santos, que jogou álcool no corpo de Airon.

O Delegado Tadeu Braga, titular da 13ª Delegacia de Cajazeiras, enviou o Termo Circunstanciado que foi lavrado naquela unidade policial ao Juizado Especial Criminal de Itapoan, que deu origem ao Processo Criminal, cuja audiência vai se realizar hoje.

A repercussão do crime foi muito grande, em decorrência do requinte de crueldade com que se houve o acusado, que, inclusive, não negou a agressão, afirmando mesmo que o que fez com Airon faria com qualquer pessoa.

A divulgação do fato pela Imprensa tem, sobretudo, caráter pedagógico, informando às pessoas que maltratar animais é crime passível de punição que varia de 3 meses a 1 ano de detenção.

O cão Airon será levado hoje ao Juizado Especial Criminal por sua guardiã, Fabiana Portela.

A Subcomissão de Proteção dos Direitos dos Animais da OAB.BA estará também acompanhando o caso.

Atenciosamente,

Ana Rita Tavares
Advogada
(71) 8645-2426 / 8222-3745

Janaína Rios
Representante da ONG Célula Mãe
(71) 8605-9000 / 8746-0115
.
.
.
Pedido enviado ao nosso email

1 comentários:

Rutha/Pink/Barum/Luna disse...

Que absurdo ! Espero que ele seja condenado, mesmo assim acho que uma pena de 3 meses a 1 ano é muito pouco !
Realmente é importante este tipo de divulgação para as pessoas entenderem que maltrato a animais dá cadeia !
Beijos
Laís

Postar um comentário